Microagulhamento: conheça os benefícios dessa técnica

0

A Dermatologia caminha a passos largos no campo estético e o segredo é escolher uma clínica de confiança e, principalmente, um dermatologista com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que vai prescrever o melhor protocolo de tratamento para cada paciente, levando em consideração seu tipo de pele, idade, queixas e rotina diária de cuidados com a pele. Quando o corpo sofre algum tipo de ferimento, o organismo começa imediatamente a trabalhar para a reconstruir a região. É com base nesse princípio que uma técnica tem sido usada para estimular a produção própria de colágeno para rejuvenescer a pele e para tratar cicatrizes, manchas, estrias e queda capilar: trata-se do microagulhamento.

Conhecendo o procedimento

O procedimento é feito através de uma ponteira com finíssimas agulhas que deslizam sobre a pele, causando microperfurações, através das quais a radiofrequência é transmitida até as suas camadas mais profundas, regenerando-a de dentro para fora. As principais indicações do microagulhamento são fotoenvelhecimento (resurfacing), cicatrizes de acne, de queimadura, cirúrgicas, entre outras aplicações. A técnica pode ser indicada também no tratamento de estrias, melasma, melhora da textura da pele (poros dilatados) e para auxiliar na deposição de substâncias terapêuticas nas camadas mais profundas da pele (drug delivery). Nesta última indicação, podemos utilizar produtos com atividade clareadora, como ácido tranexâmico, vitamina C, ácido retinóico, dentre outros; no tratamento do melasma recalcitrante.

Efeitos do microagulhamento sob pauta de estudo

Os efeitos foram comprovados em pesquisas. Um estudo organizado pela empresa norte-americana de cosméticos Beauty Bioscience precisou os resultados do tratamento para o rejuvenescimento facial: mulheres com idade entre 41 e 64 anos tiveram 30% das rugas reduzidas já na primeira sessão. Outros trabalhos estimam que o tratamento aumenta em 400 vezes a quantidade de colágeno na pele. Além disso, após uma sessão, a pele continua se renovando por dois meses, e os resultados permanecem por até cinco anos.

Cuidados pós-tratamento

Logo após a realização do microagulhamento, a pele estará muito sensível. Por isso, deve-se evitar a exposição a fontes de calor ou frio excessivo, bem como os banhos de sol. Banhos com água quente também devem ser evitados. A proteção da pele com filtro solar e hidratação com produtos prescritos pelo médico são as principais medidas a serem seguidas pelo paciente após o microagulhamento. Poderá ser indicado ainda o uso de água termal no local, além de cicatrizantes e antibióticos. Nos dias subsequentes ao tratamento, serão percebidas uma vermelhidão, descamação e a formação de algumas crostas superficiais, além de ardor e um leve inchaço. Esses são efeitos iniciais esperados da pele que começa a reagir a partir dos estímulos do microagulhamento.

Dr. Sérgio Adrianny –  CRM 5183
Concept Clinic – Avenida da Paz, 19 – Parque Shalon, São Luís/MA
(98) 3233-4897
 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here